Category: Internet das Coisas

Ano após ano, surgem novas tendências mundiais quando o assunto é a Internet.

Por exemplo, desde o início de 2017, o celular superou o uso de desktops e constantemente permanece assim. No início de 2018, a porcentagem mundial de tráfego na Internet pelo celular foi de 52%.

Quem usa internet só no mobile X Quem usa internet só no desktop.

Já em relação à e-commerces, a tendência é que pessoas com idade entre 18 e 29 anos sejam mais propensas a comprar produtos online pelo seu desktop do que pelo tablet ou smartphone, enquanto apenas um pouco mais da metade pesquisará o produto antecipadamente.
Isso mostra, não só que pessoas mais novas, por estarem quase que 24 horas conectadas, usam mais a Internet para comprar diversas coisas, como também mostra que a Internet se aproveita muito da técnica de compra por impulso, onde a pessoa não consulta os melhores preços e compra o primeiro produto que aparece na sua frente.

Comportamento de usuários de smartphones por idade.

Essas informações são apenas algumas das muitas tendências da Internet para o ano de 2018.

A Internet em 2018

Atualmente, a Internet possui mais de 4 bilhões de usuários e aproximadamente 1,24 bilhão de sites mundialmente, ou seja, metade de todas as pessoas do planeta estão conectadas, e quase metade dessas pessoas são asiáticas, tendo 49,6% de todas as contas na Internet.

 

Número de Sites no mundo inteiro.

 

Usuários de Internet por Região do Mundo.


Além disso, cerca de 3 bilhões de pessoas acessam suas mídias sociais pelos celulares, mostrando o valor tanto dos aparelhos mobile quanto das redes sociais nesta rede.

Uso geral da Internet no mundo.


E essa rede em 2017 movimentou, através de suas milhões de vendas por varejos online, aproximadamente 2,2 trilhões de dólares, e existe a previsão de que os e-commerces gerem 2,7 trilhões de dólares em vendas no ano de 2018. Então, se você ainda acha que o seu negócio não precisa de um site, é melhor pensar duas vezes.

Vendas de Varejo Online no mundo todo de 2015 até 2021.

 

Blogs e Sites mais visitados

Falando de conteúdo, o WordPress continua tendo a maior parcela de mercado entre os sistemas de gerenciamento de conteúdo, com mais de 60%. Em segundo vem a plataforma Joomla, com uma parcela de apenas 6,4%, mostrando toda a força que o WordPress possui quando o assunto é gestão de conteúdo.

Uso de sistemas de gerenciamento de conteúdo para sites.


Já em relação à sites mais visitados, não há dúvidas de que o primeiro lugar vai para o Google, que tem quase o triplo de visitas do segundo colocado na lista, que no caso é a rede social de Mark Zuckerberg, o Facebook. Em terceiro vem a plataforma de vídeos mais acessada do planeta que é o YouTube.

Percentual dos sites mais visitados.

Redes Sociais

Um estudo da eMarketer sobre o uso das redes sociais, revelou que o Facebook perdeu 3,4% dos usuários no ano passado na faixa etária de 12 até 17 anos nos Estados Unidos. Enquanto isso, o Instagram, que tem mais de 700 milhões de usuários ativos em todo o mundo, tem uma expectativa de ter uma alta de 23,8% no número de usuários nos Estados Unidos e de 34,8% no Reino Unido na mesma faixa etária.

Internet das Coisas

Com a presença massiva da Internet em diversos aparelhos eletrônicos, a Internet das Coisas (IoT) acaba ganhando mais força e se tornando uma tendência importante para 2018, mesmo não sendo uma novidade. Com diversos tipos de aplicações, o potencial dessa tecnologia é enorme e ainda tem muitas chances de crescer.

Chatbots e Inteligência Artificial

Outra grande tendência que ainda está dando seus primeiros passos é a tecnologia dos chatbots, que graças à Inteligência Artificial, vem sendo muito usada por diversas marcas no Messenger, por exemplo.
A inteligência artificial apoiará quase todas as maiores tendências no uso da tecnologia para fins comerciais. Tendências como negócios digitais, otimização de custos e experiência do cliente envolvem a automação de processos e atividades que anteriormente eram realizadas apenas por humanos.
Uma outra tecnologia que pode ganhar mais espaço no futuro como tendência é a do NLP (Natural Language Processing) ou Processamento de Linguagem Natural, que podem ajudar uma empresa a interpretar as conversas e comentários nas mídias sociais de forma mais eficiente e conseguem responder as pessoas de forma mais “natural”, sem aparentar ser um robô respondendo suas dúvidas.
Hoje em dia, existem 300 mil chatbots no Facebook e esse número só tende a crescer pela praticidade que serviços como Watson Conversation oferecem aos seus clientes.

Watson Conversation: um chatbot muito perspicaz.


Todas essas novas tendências podem te ajudar a entender melhor o que está acontecendo agora no mundo digital e você tirar proveito dessas tendências para impulsar algum tipo de site ou e-commerce próprio.
Quais dessas tendências você achou mais interessante? Comente aqui embaixo!
Entre em contato agora conosco e venha fazer parte da nossa Vila!

Nesta quinta-feira (14 de junho), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em parceria com Ministério de Ciência, Tecnologia e Comunicação (MCTIC) lançaram uma chamada para selecionar os melhores projetos-pilotos de Internet das Coisas. Para saber mais sobre Internet das Coisas, confira outros artigos do nosso blog que falam sobre esse assunto Internet das Coisas (IoT)

Tudo conectado.

O mercado de IoT no Brasil movimentou 1,35 bilhão de dólares em 2016, tendo maior relevância na indústria automotiva e as verticais de manufatura, de acordo com estudo da Frost & Sullivan. Segundo o estudo financiado pelo próprio BNDES chamado “Internet das Coisas: um plano de ação para o Brasil”, estima-se uma movimentação de US$ 132 bilhões na economia brasileira por meio de iniciativas de Internet das Coisas até 2025. O objetivo das instituições é escolher as iniciativas mais promissoras de integração e avaliação de soluções de Internet das Coisas focada nas áreas da saúde, rural e cidades inteligentes. Em relação às cidades, os projetos vão focar em redução de desperdícios, iluminação pública, aumento da capacidade de vigilância e monitoramento e aumento da atratividade de transportes públicos. Já no ambiente rural, os objetivos são o uso eficiente de maquinário e dos recursos naturais e em segurança sanitária e bem-estar dos animais. E na área de saúde, o objetivo é voltado para o monitoramento de pacientes, ativos e insumos e diagnóstico descentralizado.  

Internet das Coisas: todos os seus aparelhos conectados.

Ao todo, serão disponibilizados 20 milhões de reais em recursos não-reembolsáveis para incentivar os projetos para essas áreas. Instituições tecnológicas públicas e privadas sem fins lucrativos terão até o dia 31 de agosto para entregar alguma proposta ao BNDES, que, caso aprovar uma determinada proposta, bancará até 50% do custo da iniciativa. Essas iniciativas propostas nos projetos-pilotos terão sua tecnologia testadas em plataformas de experimentação e em ambientes reais. Segundo o ministro Gilberto Kassab: “É este apoio que possibilitará o cumprimento dos nossos objetivos, que é preparar o Brasil para que nós possamos acompanhar os outros países em relação ao desenvolvimento tecnológico, e cumprir com os nossos objetivos que é o de preparar o Brasil para que possa atingir a plenitude no mesmo momento que os outros países. Cada vez mais o Brasil se iguala aos outros países nos avanços tecnológicos”. O Banco informou que também avalia, junto do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, o lançamento de uma futura chamada voltada ao ambiente industrial, ajudando no desenvolvimento da indústria 4.0 no país. Deixe um comentário falando o que você achou dessa ação.